Magrão Baixa Grande

 
Rejestracja: 2014-02-14
Não quero flores no meu enterro, pois sei que vão arrancá-las da floresta. Chico Mendes
Punkty190więcej
Następny poziom: 
Ilość potrzebnych punktów: 10
Ostatnia gra

BEBADO

O dono do bar já estava de saco cheio com o bêbado, que todo dia vinha ali encher a cara. Numa daquelas, quando o bêbado pediu Bota mais uma, ele despejou acido no copo. O bêbado tomou, fez uma careta, disse esta eh forte, hein? e saiu, cambaleando. Passaram-se vários dias e o bêbado não apareceu mais. O dono do bar ate ficou preocupado, pensando que tinha matado o infeliz. Uma noite, o bêbado reaparece, já trocando as pernas, e pede uma pinga. O dono do bar serve a cachaça, o bêbado toma, faz careta, e diz: - Esta não, eu quero eh aquela que quando a gente faz xixi, enche a calcada de buraquinho

PIADA DE BEBADOS SORTEADA


Enxotado de casa pela mulher, que não tava a fim de dormir cheirando bafo de pinga, vai a um beco,acaba dormindo no chão e tem o relógio roubado. No dia seguinte, já curado da manguaça, ao andar pela rua, vê um cara usando o seu relógio, e se aproxima dele dizendo : - Hei, cara, esse relógio é meu! - Que seu que nada. Esse relógio eu peguei de um bêbado que eu comi ontem lá no beco. -Tem razão, não é meu mesmo. Mas que parece, parece!!!!


Raridade

Não consigo ir além do teu olhar
Tudo o que eu consigo é imaginar
A riqueza que existe dentro de você

O ouro eu consigo só admirar
Mas te olhando eu posso a Deus adorar
Sua alma é um bem que nunca envelhecerá

O pecado não consegue esconder
A marca de Jesus que existe em você
O que você fez ou deixou de fazer
Não mudou o início, Deus escolheu você
Sua raridade não está naquilo que você possui
Ou que sabe fazer
Isso é mistério de Deus com Você

Você é um espelho que reflete a imagem do Senhor
Não chore se o mundo ainda não notou
Já é o bastante Deus reconhecer o seu valor
Você é precioso, mais raro que o ouro puro de ofir
Se você desistiu, Deus não vai desistir
Ele está aqui pra te levantar se o mundo te fizer cair


Cartas de amor


Dizes que brevemente
serás a metade de minha alma. 

A metade? 
Brevemente? 
Não: já agora és, 
não a metade, mas toda. 

Dou-te a minha alma inteira, 
deixe-me apenas uma pequena parte 
para que eu possa existir por algum tempo
e adorar-te.

Para Sempre

Por que Deus permite
que as mães vão-se embora?
Mãe não tem limite,
é tempo sem hora,
luz que não apaga
quando sopra o vento
e chuva desaba,
veludo escondido
na pele enrugada,
água pura, ar puro,
puro pensamento.
Morrer acontece
com o que é breve e passa
sem deixar vestígio.
Mãe, na sua graça,
é eternidade.
Por que Deus se lembra
— mistério profundo —
de tirá-la um dia?
Fosse eu Rei do Mundo,
baixava uma lei:
Mãe não morre nunca,
mãe ficará sempre
junto de seu filho
e ele, velho embora,
será pequenino
feito grão de milho