Didi_Sena

 
Rejestracja: 2010-06-05
Voltei.......!!!
Punkty46więcej
Następny poziom: 
Ilość potrzebnych punktów: 154
Ostatnia gra
Mahjong

Mahjong

Mahjong
90 dni temu

Brasil, foi aqui que começou essa capela linda. Belém do Pará !!

https://www.youtube.com/watch?v=bznfTL_x3Sg

Risada Forçada: Como a história da chapelzinho vermelho seria veiculada pela Tv brasileira

Se a história da Chapeuzinho Vermelho fosse verdadeira, como ela seria veiculada p/ imprensa do Brasil?
Veja as diferentes maneiras de contar a mesma história...

Jornal Nacional

(William Bonner): ‘Boa noite. Uma menina chegou a ser devorada por um lobo na noite de ontem…’

(Fátima Bernardes): ‘…mas a atuação de um caçador evitou a tragédia.’

Programa da Hebe "…Que gracinha, gente! Vocês não vão acreditar, mas essa menina
linda aqui foi retirada viva da barriga de um lobo, não é mesmo?"

Cidade Alerta (Datena): "…Onde é que a gente vai parar, cadê as autoridades? Cadê as autoridades? A menina ia pra casa da vovozinha a pé! Não tem transporte público! Não tem transporte público! E foi devorada viva…     
Um lobo, um lobo safado. Põe na tela, primo! Porque eu falo mesmo, não tenho medo de lobo, não tenho medo de lobo, não!"

Superpop
(Luciana Gimenez): "Geeente! Eu tô aqui com a ex-mulher do lenhador e ela diz que ele é alcoólatra, agressivo e que não paga pensão aos filhos há mais de um ano. Abafa o caso!"

Globo Repórter (Chamada do programa): "Tara? Fetiche? Violência? O que leva alguém a comer, na mesma noite, uma idosa e uma adolescente?
O Globo Repórter conversou com psicólogos, antropólogos e com amigos e parentes do Lobo, em busca da resposta. E uma revelação: casos semelhantes acontecem dentro dos próprios lares das vítimas, que silenciam por medo. Hoje, no Globo Repórter.."
Discovery Channel
"Vamos determinar se é possível uma pessoa ser engolida viva e sobreviver."

Revista Veja

"Lula sabia das intenções do Lobo."

Revista Cláudia
"Como chegar à casa da vovozinha sem se deixar enganar pelos lobos no caminho."


Revista Nova
"Dez maneiras de levar um lobo à loucura, na cama!"

Revista Isto É
Gravações revelam que lobo foi assessor de político influente.

Revista Playboy
(Ensaio fotográfico do mês seguinte): "Veja o que só o lobo viu."

Revista Vip
"As 100 mais sexies - Desvendamos a adolescente mais gostosa do Brasil!"

Revista G Magazine
(Ensaio com o lenhador) "O lenhador mostra o machado."

Revista Caras
(Ensaio fotográfico com a Chapeuzinho na semana seguinte): Na banheira de hidromassagem, Chapeuzinho fala a CARAS: "Até ser devorada, eu não dava valor pra muitas coisas na vida. Hoje, sou outra pessoa."

Revista Superinteressante
"Lobo Mau: mito ou verdade?"

Revista Tititi
"Lenhador e Chapeuzinho flagrados em clima romântico em jantar no Rio."

Folha de São Paulo
"Lobo que devorou menina era do MST"

O Estado de São Paulo
"Lobo que devorou menina seria filiado ao PT."

O Globo
"Petrobrás apóia ONG do lenhador ligado ao PT, que matou um lobo para salvar menor de idade carente."

O Dia
"Lenhador desempregado tem dia de herói."

Extra
"Promoção do mês: junte 20 selos, mais 19,90 e troque por uma capa vermelha igual a da Chapeuzinho!"

Meia hora
"Lenhador passou o rodo e mandou lobo pedófilo pro saco!"

O Povo
"Sangue e tragédia na casa da vovó."


A bunda do momento... kkkk...

Esqueça tudo sobre a mulher Melancia...

 

Esqueça tudo sobre a mulher Melão...



 

Esqueça tudo sobre a mulher Moranguinho...


 

Esqueça tudo sobre a mulher Caviar...


E esqueça tudo sobre a mulher Filé...

 

Esqueça tudo sobre todas...
E veja...

 

 

A bunda do momento é a de...
"CHIQUINHA QUERO-QUERO"

Sucesso total na África do Sul

 


 



“Senta que lá vem história”... hehe....

  • Os Bandeirantes
    Os Bandeirantes eram exploradores do interior do Brasil. Sempre ficavam atrás dos Globos, os Records e os SBTs, por isso precisavam apelar para a putaria de madrugada e mulheres peladas durante a noite. As mulheres peladas foram compradas pelo religioso R.$. Furtado, que com sua fortuna vinda de dízimos, tirou os bandeirantes da lama.

 

  • Afundação de Brasília
    Além de pai dos pobres e da piadinha “Seu pai come dinheiro? Juscelino come cheque”, Juscelino Kubitschek, mais conhecido como JKLMNOPQRS... foi o afundador de Brasília.
    O que era pra ser um carro, acabou se tornando uma grande pizzaria, a maior do Brasil.

 

  • Família Real no Brasil
    A família Real de Porto Gal veio ao Brasil em 1800 e bolinha, fugindo da facção terrorista PCN, Primeiro Comando do Napoleão. Ao chegar no Brasil, Dom João VI e Maria Antonieta visitaram um baile funk em Vigário Geral e desceram até o chão. Enquanto isso, o povo de Porto Gal batalhava sozinho com o cu na mão contra as gangues do mano Napô, que tocava o terror geral obrigando a população a comer os queijos mais fedorentos da face da terra.
    Até que um dia, Pedro, filho da família real disse “Perdeu Preibói, esse país agora é meu, tá ligado?”, e mandou toda a família de volta para as ruínas de Porto Gal. O episódio ficou conhecido como “Dia do Fícus”, em homenagem àquela arvore que, se duvidar, até tem na frente da sua casa.
    A família Real no Brasil

 

  • Fluxos Migratórios no Brasil
    Com o fim da escravidão, os fazendeiros tiveram que exportar otários empregados de outras partes do mundo, principalmente das Zoropa.
    Primeiro vieram o Matteo e a Giuliana, da Itália. Depois veio a Jade e o Tio Ali das arábias. Nesse meio tempo, uma mexicana chamada Thalía tentou entrar no Brasil sete vezes com identidades falsas: numa ela se chamava “Maria Mercedes”, noutra ela se chamava “Marimar”, e ainda outra que ela se chamava “Maria do Bairro”. Cansada de se chamar Maria e ser sempre deportada, ela reapareceu aqui com a identidade de “Rosalinda”. Com o orçamento apertado, ela acabou tentando outras três vezes como “Maria do Bairro”, mas sempre teve de voltar pro México. Do Japão veio a filósofa Sabrina Sato.
    O imigrante mais recente no Brasil é uma tal de Rakelli que veio de Marte.
    Imigrantes Japoneses.

 

  • Dentadura Militar
    Tiradentes foi, sem querer, precursor da dentadura militar. Como ele não tinha filhos, ninguém foi tirar o pai da forca. Porém, seu método controverso, duvidoso e nada ortodoxo de odontologia perdurou por séculos, até o dia em que o presidente-dente Dentúlio Vargas teve uma cárie muito da infeliz, que acabou levando-o ao dentista.
    O dentista, no auge de sua incompetência, tirou todos os dentes do presidente-dente, levando o à banguelice. Puto, prostituto e garoto de programa da vida, Dentúlio instituiu então a Dentadura Militar. A dentadura acabou quando o presidente Fernando Collor assumiu o poder, e roubou todos os dentes de ouro do povo.
    /














    Fernando Collor, herói nacional.

“Senta que lá vem história”... hehe....


  • Os Bandeirantes
    Os Bandeirantes eram exploradores do interior do Brasil. Sempre ficavam atrás dos Globos, os Records e os SBTs, por isso precisavam apelar para a putaria de madrugada e mulheres peladas durante a noite. As mulheres peladas foram compradas pelo religioso R.$. Furtado, que com sua fortuna vinda de dízimos, tirou os bandeirantes da lama.

  • Afundação de Brasília
    Além de pai dos pobres e da piadinha “Seu pai come dinheiro? Juscelino come cheque”, Juscelino Kubitschek, mais conhecido como JKLMNOPQRS... foi o afundador de Brasília.
    O que era pra ser um carro, acabou se tornando uma grande pizzaria, a maior do Brasil.

 

  • Família Real no Brasil
    A família Real de Porto Gal veio ao Brasil em 1800 e bolinha, fugindo da facção terrorista PCN, Primeiro Comando do Napoleão. Ao chegar no Brasil, Dom João VI e Maria Antonieta visitaram um baile funk em Vigário Geral e desceram até o chão. Enquanto isso, o povo de Porto Gal batalhava sozinho com o cu na mão contra as gangues do mano Napô, que tocava o terror geral obrigando a população a comer os queijos mais fedorentos da face da terra.
    Até que um dia, Pedro, filho da família real disse “Perdeu Preibói, esse país agora é meu, tá ligado?”, e mandou toda a família de volta para as ruínas de Porto Gal. O episódio ficou conhecido como “Dia do Fícus”, em homenagem àquela arvore que, se duvidar, até tem na frente da sua casa.
    A família Real no Brasil

 

  • Fluxos Migratórios no Brasil
    Com o fim da escravidão, os fazendeiros tiveram que exportar otários empregados de outras partes do mundo, principalmente das Zoropa.
    Primeiro vieram o Matteo e a Giuliana, da Itália. Depois veio a Jade e o Tio Ali das arábias. Nesse meio tempo, uma mexicana chamada Thalía tentou entrar no Brasil sete vezes com identidades falsas: numa ela se chamava “Maria Mercedes”, noutra ela se chamava “Marimar”, e ainda outra que ela se chamava “Maria do Bairro”. Cansada de se chamar Maria e ser sempre deportada, ela reapareceu aqui com a identidade de “Rosalinda”. Com o orçamento apertado, ela acabou tentando outras três vezes como “Maria do Bairro”, mas sempre teve de voltar pro México. Do Japão veio a filósofa Sabrina Sato.
    O imigrante mais recente no Brasil é uma tal de Rakelli que veio de Marte.
    Imigrantes Japoneses.

 

  • Dentadura Militar
    Tiradentes foi, sem querer, precursor da dentadura militar. Como ele não tinha filhos, ninguém foi tirar o pai da forca. Porém, seu método controverso, duvidoso e nada ortodoxo de odontologia perdurou por séculos, até o dia em que o presidente-dente Dentúlio Vargas teve uma cárie muito da infeliz, que acabou levando-o ao dentista.
    O dentista, no auge de sua incompetência, tirou todos os dentes do presidente-dente, levando o à banguelice. Puto, prostituto e garoto de programa da vida, Dentúlio instituiu então a Dentadura Militar. A dentadura acabou quando o presidente Fernando Collor assumiu o poder, e roubou todos os dentes de ouro do povo.















    Fernando Collor, herói nacional.