larissa28

 
Rejestracja: 2008-07-12
Obrigado meu Deus!
Punkty98Więcej
Następny poziom: 
Ilość potrzebnych punktów: 102
Ostatnia gra

DEFINIÇÃO DE SAUDADE (lindo!!!)



DEFINIÇÃO DE SAUDADE

(artigo do Dr. Rogério Brandão, Médico oncologista)


Como médico cancerologista, já calejado com longos 29 anos de atuação profissional (...) posso afirmar que cresci e modifiquei-me com os dramas vivenciados pelos meus pacientes.
 
Não conhecemos nossa verdadeira dimensão até que, pegos pela adversidade, descobrimos que somos capazes de ir muito mais além.

Recordo-me com emoção do Hospital do Câncer de Pernambuco, onde dei meus primeiros passos como profissional...

 
 Comecei a freqüentar a enfermaria infantil e apaixonei-me pela oncopediatria.

 Vivenciei os dramas dos meus pacientes, crianças vítimas inocentes do câncer. Com o nascimento da minha primeira filha, comecei a me acovardar ao ver o sofrimento das crianças.

Até o dia em que um anjo passou por mim!

 
 Meu anjo veio na forma de uma criança já com 11 anos, calejada por dois longos anos de tratamentos diversos, manipulações, injeções etodos os desconfortos trazidos pelos programas de químicos e radioterapias.
 

 Mas nunca vi o pequeno anjo fraquejar. 

 Vi-a chorar muitas vezes; também vi medo em seus olhinhos; porém, isso é humano!

Um dia, cheguei ao hospital cedinho e encontrei meu anjo sozinho no quarto.

 Perguntei pela mãe.
  A resposta que recebi, ainda hoje, não consigo contar sem vivenciar profunda emoção.

— Tio, — disse-me ela — às vezes minha mãe sai do quarto para chorar escondido nos corredores...

Quando eu morrer, acho que ela vai ficar com muita saudade.
 Mas, eu não tenho medo de morrer, tio.

 Eu não nasci para esta vida!

Indaguei:


— E o que morte representa para você, minha querida?

— Olha tio, quando a gente é pequena, às vezes, vamos dormir na cama dos nossos pais e, no outro dia, acordamos em nossa própria cama, não é?

 (Lembrei das minhas filhas, na época crianças de 6 e 2 anos, com elas, eu procedia exatamente assim.)

— É isso mesmo.
— Um dia eu vou dormir e o meu Pai vem me buscar.

  - Vou acordar na casa Dele, na minha vida verdadeira!

Fiquei "entupigaitado", não sabia o que dizer.
 Chocado com a maturidade com que o sofrimento acelerou, a visão e a espiritualidade daquela criança.

— E minha mãe vai ficar com saudades — emendou ela.

Emocionado, contendo uma lágrima e um soluço, perguntei:
— E o que saudade significa para você, minha querida?

—  Saudade é o amor que fica!

Hoje, aos 53 anos de idade, desafio qualquer um a dar uma definição melhor, mais direta e simples para a palavra saudade:" é o amor que fica! "


Meu anjinho já se foi, há longos anos.

 Mas, deixou-me uma grande lição que ajudou a melhorar a minha vida, a tentar ser mais humano e carinhoso com meus doentes,
 a repensar meus valores.
 
 Quando a noite chega, se o céu está limpo e vejo uma estrela, chamo pelo "meu anjo", que brilha e resplandece no céu.

Imagino ser ela uma fulgurante estrela em sua nova e eterna casa.

 
 Obrigado anjinho, pela vida bonita que teve, pelas lições que me ensinaste, pela ajuda que me deste.
Que bom que existe saudade!
O amor que ficou é eterno.

 

ATITUDE É TUDO!!!

Seja mais humano e agradável com as pessoas.


Cada uma das pessoas com quem você convive está travando algum tipo de batalha.


- Viva com simplicidade.
- Ame generosamente.
- Cuide-se intensamente.
- Fale com gentileza.
- E, principalmente,
NÃO RECLAME!


Sua atitude decidiu nosso destino!

OBSERVE BEM A FOTO 
Dica do dia 
É sempre bom ser legal com as pessoas, porque.....

%%GD_PHOTO_ID%10200668%l%x1Z%%

%%GD_PHOTO_ID%10200678%l%x1Z%%

... as coisas mudam ao longo do tempo!!!  



"Nunca desvalorize
 ninguém...
Guarde cada pessoa  perto do seu coração, porque um dia você pode acordar e perceber que perdeu um diamante enquanto estava muito ocupado colecionando pedras."


"O Destino decide quem vamos encontrar na Vida... as Atitudes decidem quem Fica ..."

 

 


Afinidade ( Arthur daTávola)

A afinidade não é o mais brilhante, mas o mais sutil,
delicado e penetrante dos sentimentos.
E o mais independente.
Não importa o tempo, a ausência, os adiamentos,
as distâncias, as impossibilidades.
Quando há afinidade, qualquer reencontro
retoma a relação, o diálogo, a conversa, o afeto
no exato ponto em que foi interrompido.


Afinidade é não haver tempo mediando a vida.
É uma vitória do adivinhado sobre o real.
Do subjetivo para o objetivo.
Do permanente sobre o passageiro.
Do básico sobre o superficial.


Ter afinidade é muito raro.
Mas quando existe não precisa de códigos
verbais para se manifestar.
Existia antes do conhecimento,
irradia durante e permanece depois que
as pessoas deixaram de estar juntas.
O que você tem dificuldade de expressar
a um não afim, sai simples e claro diante
de alguém com quem você tem afinidade.


Afinidade é ficar longe pensando parecido a
respeito dos mesmos fatos que impressionam comovem ou mobilizam.
É ficar conversando sem trocar palavras.
É receber o que vem do outro com aceitação anterior ao entendimento


Afinidade é sentir com. Nem sentir contra,
nem sentir para, nem sentir por, nem sentir pelo.
Quanta gente ama loucamente,
mas sente contra o ser amado.
Quantos amam e sentem para o ser amado,
não para eles próprios.


Sentir com é não ter necessidade de explicar o que está sentindo.
É olhar e perceber.
É mais calar do que falar, ou, quando falar,
jamais explicar: apenas afirmar.


Afinidade é jamais sentir por.
Quem sente por, confunde afinidade com masoquismo.
Mas quem sente com, avalia sem se contaminar.
Compreende sem ocupar o lugar do outro.
Aceita para poder questionar.
Quem não tem afinidade, questiona por não aceitar.


Afinidade é ter perdas semelhantes e iguais esperanças.
É conversar no silêncio, tanto das possibilidades exercidas,
quanto das impossibilidades vividas.


Afinidade é retomar a relação no ponto em que
parou sem lamentar o tempo de separação.
Porque tempo e separação nunca existiram.
Foram apenas oportunidades dadas (tiradas) pela vida,
para que a maturação comum pudesse se dar.
E para que cada pessoa pudesse e possa ser,
cada vez mais a expressão do outro sob a
forma ampliada do eu individual aprimorado.


PAI

PAI

(DUNGA)

 

https://www.youtube.com/watch?v=f9gZ3vtwgmM

 

Sem querer ouvir suas palavras
Pensando como pudesse ser
Se ao invés de você
Outro pai eu pudesse ter

Sem tentar entender
Julgava eu apenas ser
Mais um filho nesta terra
Sem pai pra me compreender

Hoje eu cresci
Pai eu me tornei
Tenho um filho igual a você
Mas também não sei o que fazer

Sempre haverá um momento
Uma chance pra recomeçar
Relembrar o que passou
Dando vida ao que restou

Pai eu te amo
Mãe eu te amo também
Eu sou como aquele filho
Que quer voltar também

 

Só pra lembrar o quanto a gente reclama de algumas atitudes de nossos pais, e na maioria das vezes só os entendemos quando deixamos de ser filhos pra sermos pais.

FeLIZ dias dos PAIS!!!!!


Algumas maneiras de fazer alguém feliz !!!

 Algumas maneiras de fazer alguém feliz

%%GD_PHOTO_ID%8769288%l%x1Z%%

Dê um beijo.
Um abraço.
Um passo em sua direção.
Aproxime-se sem cerimônia.
Dê um pouco de calor, do seu sentimento.
Sente-se perto e fique por algum tempo.
Não conte o tempo de se doar.
Liberte um imenso sorriso.
Rasgue o preconceito
Olhe nos olhos.
Aponte um defeito, com jeito.
Respeite uma lágrima.
Ouça uma história ou muitas, com atenção.
Escreva uma carta e mande.
Irradie simplicidade, simpatia, energia.
Num toque de três dedos, observe as “coincidências”.
Não espere ser solicitado, preste um favor.
Lembre-se de um caso.
Converse sério ou fiado.
Conte uma piada.
Ache graça.
Ajude a resolver um problema.
Pergunte: Por quê? Como vai?
Como tem passado?
Que tem feito de bom?
Que há de novo? E preste atenção.
Sugira um passeio, um bom livro, um bom filme.
Diga de vez em quando, desculpe, muito obrigado,
Não tem importância, que há de se fazer, dá-se um jeito.
Tente de alguma maneira ...


E não se espante se a pessoa mais feliz for você!!!