paz_na_lua

 
Rejestracja: 2010-09-21
Ad infinitum
Punkty105więcej
Następny poziom: 
Ilość potrzebnych punktów: 95
Ostatnia gra
Mahjong

Mahjong

Mahjong
4 godziny temu

Gayatri Mantra

https://www.youtube.com/watch?v=nDnamSM3Z3s

Zaz - Je Veux

                https://www.youtube.com/watch?v=Tm88QAI8I5A                     For you, The warm of the sun!

12345

onde há amor, e resiste, e existe.. floresce, a vida flor aparece.. sublime cresce, morre, renasce

a chuva cai e o raio de luz ofuscante estronda e explode em meio ao mato

a cachoeira fria lava minhas orelhas e as pedras

resta, cantar. ouvir o som da água

gelada, fria, apática

congelada

fria

.


e quando brincar de e quando?

e quando a verdade não tem mais graça? e quando a graça vira sua única verdade? 
e quando a garça não mais voa pelos pastos verdejantes? 
e quando o garçom não matou o verdureiro?
e quando a monção de inverno não chega na hora da morte? e quando no outono não ouverem mais 
árvores peladas?
e quando o futebol será um esporte de mulheres nuas?
e quando a sua pele pegar fogo ao pular da cachoeira?
e quando voce viu pessoas tomando banho de roupa?
e quando as onze horas da noite, no verão, sem ventilador, eu estava sentado de cueca 
assistindo o bbb 11? e quando maria lembrou de sua mãe? 
e quando não ouverem mais orações? e quando eu vou parar de pensar? 
e quando poderei falar com quem eu não conheço?
e quando você vai parar para pensar em dinheiro?
e quando agora nós vamos começar a pensar em sexo? 
e quando começaremos a discutir sobre nossos corpos? e quando abandonaremos as ideias infames?
e quando caímos em tentações? e quando tensos não pensamos, tropeçamos e caímos?

e quando conseguiremos nos levantar quando não há mais chão? 
e quando poderei criar matéria bruta para pisar firme? 
e quando aprenderei a ser sutil?
e quando minha educação me ajudou? e quando estiver morrendo de fome?
e quando farei aquele curso de etiqueta na mesa que é tão necessário para minha vida?
e quando eu comecei a padronizar as coisas? e quando eu vi onde e porque acharia que quem sabe
fazer sabia ser sábio? 
e quando eu comecei a olhar para o céu? e quando eu achei que o passarinho era um avião?
e quando acharam que o avião estava parado? 
e quando o avião estava parado e era um helicóptero?
e quando meus padrões começaram a ficar sem graça? 
e quando inventarão uma máquina para voarmos parados? 
e quando criaremos as nossas próprias asas? e quando inventaram o computador? e quando ainda 
inventaram a internet? e quando conhecerei o inventor dessas maravilhas modernas? 
e quando eu nasci na modernidade? 

e quando morrerei triste? e quando terminarei de ler minhas verdades?
e quando sabotarei meu destino? 
e quando eu, sem asas, com o horizonte a espreita, transcenderei o céu?
e quando acabar?

Auto-retrato sem sentido.

-Quem me conhece sabe que sempre fui de cabeça dura e estômago fraco,

olhos de verdade e ouvidos de velhaco,

boca mansa e sem faro,

o qual a falta substiuía apenas um diabo que morava dentro de mim.

-Morava?